XVIII Congresso Brasileiro de Aterosclerose

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

IMPACTO DA RELAÇAO DE MASSA MAGRA APENDICULAR PELA GORDURA VISCERAL NO RISCO DE DESENVOLVER POLINEUROPATIA DIABETICA DISTAL: RESULTADOS DO BRAZILIAN DIABETES STUDY

Introdução

A inflamação, o estresse oxidativo e a disfunção mitocondrial são os três principais fatores envolvidos na fisiopatologia da polineuropatia diabética (PND). Ademais, estudos apontam que a sarcopenia pode ser considerada uma das complicações crônicas relacionadas ao diabetes mellitus tipo 2 (DM2), contudo, existem poucos estudos mostrando a associação entre sarcopenia e complicações microvasculares diabéticas

Material e Método

Foram incluídos indivíduos selecionados a partir do Brazilian Diabetes Study, coorte multicêntrica prospectiva de avaliação de risco cardiovascular em voluntários com diabetes tipo 2. Os pacientes foram submetidos a exames laboratoriais, medidas antropométricas via densitometria por dupla emissão de raios-X (DXA) e a presença ou ausência de PND foi avaliada pelo Protocolo Michigan. As análises estatísticas foram realizadas no SPSS 20, utilizando os testes de Mann-Whitney U e regressão logística binária. Considerou-se analise de significância p valor menor que 0,05

Resultados

Um total de 769 pacientes foram incluídos, destes 59,3% (611) eram do sexo masculino, com média de idade de 57,8 ± 8,05. Ainda, 41.7% dos pacientes com tempo de diabetes superior a 10 anos, média 9,6 ± 7,2.  Cerca de 30,8% (237) pacientes apresentaram presença de PND. Em comparação de grupos, foi identificado valores inferiores e significativamente estatisticos para relação de massa magra apendicular pela gordura visceral no grupo sem PND quando comparado com o grupo com presença de PND (mediana, 11,7 [IQR 6,6];12,7 [IQR 7,5] p= 0,018, respectivamente).  Valores maiores de relação de massa magra apendicular pela gordura visceral mostrou-se significativamente associada à ausência de PND ([OR: 0,628; 95% IC: 0,421 ; 0,937] p=0.023), mesmo após ajustes pelo tempo de diabetes ([OR: 1,058; 95% IC: 1,034;1,083] p<0.001)

Discussão e Conclusões

Os indivíduos com valores superiores na relação de massa magra apendicular pela gordura visceral mostraram-se significativamente associados à ausência de PND, mesmo ajustes pela duração do DM2. 

Palavras Chave

Composição Corporal, sarcopenia, polineuropatia

Área

Pesquisa Básica

Instituições

Universidade Estadual de campinas - São Paulo - Brasil

Autores

VANEZA LIRA WALDOW WOLF, Eliel Mateus Domiciano, Beatriz Martinelli Luchiari, Ticiane Gonçalez Bovi, Joaquim Barreto, Íkaro Breder, Gil Guerra Júnior, Andrei Carvalho Sposito